Sikorsky HH-53 C "Super Jolly Green Giant"

País Origem: Estados Unidos da América
Construtor: Sikorsky Aircraft
Função: Helicóptero de Transporte
Peso Vazio: 14.515 kg
Peso máximo/descolagem: 21.000 kg
Comprimento: 30,19 m
Envergadura: 22,35 m
Altura: 8,97 m
Tripulação: 6
Capacidade de Transporte: aprox. 38 tropas
Motor: 2× T64-GE-100 turboshaft, 4,330 shp (3,230 kW) cada
Velocidade Máxima: 315 km/h (170 nós, 196 mph)
Velocidade Cruzeiro: 278 km/h (150 nós, 173 mph)
Altitude máxima: 4.900 m
Autonomia: 1.100 km

Canhões
- 7.62 mm Miniguns, ou reparos .50 BMG (12.7 mm)
Outros Sistemas
- LTN 211 OMEGA System ou AN/ARN-151(V)3 GPS
- AN/APN-171(V) Radar Altimeter
- AN/ARN-52(V) TACAN
- AN/ARN-59 LF ADF
- APN-154 Radar Beacon Set
- AN/ARC-182(V) VHF/UHF Radios ou AN/ARC-210(V) ECCM Radio
- ARC-94 High Frequency (HF) Communications System
- APX-64(V) IFF Radar Identification Set
- AAU-21/A Altitude Indicator Encoder
- Juliet-28 Speech Security System
Contramedidas
- APR-39 Radar Hazard Warning Set
- ALE-39 Chaff and Flare Dispenser
- ALQ-157 Infrared Jammer
- AAR-47 Missile Warning System

Estados Unidos da América

An MH-53J Pave Low IIIEA empresa americana Sikorsky iniciou a fabrico de um novo modelo de helicóptero de transporte para os Fuzileiros dos Estados Unidos da América em 1964.

O Sikorsky S-65, baptizado pelos fuzileiros de CH-53A “Sea Stallion” , tornou-se uma maravilha no combate da Guerra do Vietname. O CH-53A “Sea Stallion” era um helicóptero de transporte de assalto com uma carga útil e performances bem superiores às de qualquer outro helicóptero até então construído, dando vida a toda uma família de aeronaves de combate, ainda hoje a mais potente e versátil do ocidente.

Os primeiros CH-53A bimotores, com sua extraordinária capacidade de carga, foram fundamentais na campanha dos fuzileiros no Vietname, confiando a ele o transporte de pessoal e material bélico. A Força Aérea dos Estados Unidos da América utilizaram o HH-53 B/C "Super Jolly" para funções SAR de combate e a Marinha dos Estados Unidos da América aplicava seus RH-53D “Sea Dragon” na dragagem de minas em águas vietnamitas.

O CH-53D veio a seguir com alguns melhoramentos e motores mais potentes, tendo sido fabricados 120 exemplares desta versão, atendendo ao pedido dos Fuzileiros dos Estados Unidos da América de um helicóptero com o dobro da capacidade de elevação, mas que pudesse continuar operando da coberta dos navios de assalto anfíbio, em 1974 nasceria o S-80 designado CH-53E “Super Stallion”, que dispunha de um terceiro motor instalado atrás do rotor e alimentado por uma tomada de ar no lado de bombordo, além de um novo rotor de sete pás confeccionadas com materiais compostos. A deriva foi inclinada lateralmente para a esquerda, modificação esta necessária para resolver problemas aerodinâmicos causados pela adição do terceiro motor.

Sikorsky HH-53 CO CH-53E pode levar 55 soldados equipados ou 24 macas, ou ainda 13.600 kg de material que podem ser carregados por sua rampa traseira. Apesar de suas dimensões é um helicóptero extremamente ágil e estável, podendo realizar algumas manobras acrobáticas.

As Forças Especiais utilizam o MH-53J equipado com sistema de rastreamento do perfil do terreno, com perturbador ALQ-136, receptor de alerta radar AN/AAR-47, tanques extras e sonda para reabastecimento em voo. A Alemanha é o principal usuário externo do CH-53, tendo construído sob licença 110 unidades designadas CH-53G. Israel também possui cerca de 30 unidades, muito úteis numa variedade de tarefas nas Forças de Defesa do país. O Japão adquiriu onze unidades do modelo MH-53E, semelhantes aos utilizados pela Marinha dos Estados Unidos da América como draga-minas.

Este poderoso helicóptero, em suas diversas versões, tem correspondido plenamente às necessidades das Forças Armadas dos Estados Unidos, ao longo de três décadas, tendo operado com eficácia no Vietname, na Bósnia, no Afeganistão e nas duas campanhas no Golfo Pérsico, sempre com elevada aptidão operacional.

Sem comentários:

Enviar um comentário